5 perguntas sobre mudanças que climáticas para você saber mais sobre o assunto

Publicado por erivaldocarneiro em

Nos dois últimos artigos que publiquei sobre a emergência climática eu falei sobre as 13 palavras e expressões que você precisa conhecer e sobre como os governos podem ajudar a combater este problema.

Pois, nesse artigo, chegou a hora de colocar os conhecimentos adquiridos nele em prática e fazer as conexões entre os conceitos. Garanto que você vai sair dele sabendo muito mais sobre o próximo assunto a entrar na pauta de discussões.

Você vai ser lembrar de mim, eu garanto!

Para escrever esse artigo, procurei apresentar as principais perguntas que povoa a sua mente. E a mente das pessoas, também. Vamos responder às perguntas?

Quem é o principal vilão da emergência climática?

O principal vilão, caso você ainda não saiba, são os combustíveis fósseis, que tem como a principal estrela desse filme, o petróleo. Ele é utilizado como fonte de energia para quase tudo que a gente utiliza na vida. Logo, não é novidade que ele seja o grande responsável.

Na verdade ele nem é o vilão. O consumo do petróleo é quem causa as emissões. Certo?

Mas os combustíveis fósseis são os únicos responsáveis?

Não, meu anjo, além dos combustíveis fósseis, o padrão de consumo que temos tido ao longo dos anos também não tem ajudado muito.

Na verdade, só piora a nossa situação.

No gráfico abaixo, produzido pela World Resources Institute, dá pra você ver o que falo para você. Nossas emissões cresceram assustadoramente desde 1850. Veja a linha mais para cima! Ela reflete nossas emissões no consumo de energia.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Lá naquela época, as emissões totais era menos de 1 gigatonelada (nem sei quantos zeros tem esse número, sou de humanas e sensuais) e em 2015 para 46,6 gigatonelas.

Traduzindo pra uma medida mais próxima da realidade: O Planeta recebe 1,4 milhões de quilos de gases do efeito estufa por segundo

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Quem são os países que mais emitem gases do efeito estufa?

Disparadamente, China e EUA lideram as emissões globais. Os dois países respondem por mais de 1/4 das emissões de gases do efeito estufa. Destaque para a China que assumiu a liderança em 2005, como você pode ver no gráfico a seguir.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Um ranking mais atualizado, com dados de 2019 feito pela EC Joint Research Centre/PBL Netherlands Enviromental Assesment Agency confirma o gráfico anterior.

1° China – 🇨🇳 – 26,6%

2° EUA – 🇺🇸 – 13,1%

3° Índia – 🇮🇳 – 7,71%

4° Rússia – 🇷🇺 – 4,6%

5° Japão – 🇯🇵 – 2,9%

6° Brasil – 🇧🇷 – 2,4%

7° Irã – 🇮🇷 – 1,8%

8° Indonésia – 🇮🇩 – 1,8%

9° Canadá – 🇨🇦 – 1,6%

10° México – 🇲🇽 – 1,5%

Uma curiosidade é que os 10 maiores emissores do planeta, respondem por 60% de todas as emissões. Se analisarmos China e EUA juntos, eles já respondem por 40% das emissões.

O Brasil é 6° país que mais emite.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Por falar em Brasil, o que a Floresta Amazônica tem a ver com a emergência climática?

Ela ajuda a controlar o aquecimento do planeta por causa do grande estoque de carbono no solo e nas árvores.

A Amazônia é uma espécie de prisão de carbono.

Se ela for desmatada, ocorre a liberação do carbono para atmosfera em forma de gases do efeito estufa. E você já sabe o que ocorre quando os gases desse tipo vão para a atmosfera, não sabe?

Uma informação quentinha é que o número de alertas de desmatamento na floresta cresceram 63,75% em abril deste ano em relação ao ano passado. Estamos dando passos largos para nossa autodestruição. O INPE sempre tem atualizado esses dados. Super vale ir no site deles se informar.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Não vou nem falar das queimadas, pra você não se assustar mais ainda.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Não tá fácil não, viu Brasil?

E o quais efeitos a gente consegue ver de cara da emergência climática?

Olha, a lista é grande. Vou te dar dois exemplos, para ser breve.

O primeiro é que a cidade Curitiba, no estado do Paraná, aqui no sul do Brasil, está passando por um racionamento de água. Pode ter certeza que é por conta das mudanças climáticas

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

E segundo é que o mês de março de 2020 foi o mais quente já registrado, de acordo o Serviço Europeu Copernicus. Temperaturas parecidas haviam sido registradas em 2017 e 2019, que foram, respectivamente o segundo e o terceiro março mais quente.

Não acredita? Você pode ir no site do Climatempo e conferir a matéria.

Para te ajudar a entender melhor o que este pobre escritor está te falando, olha o próximo infográfico.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

E que pode ser feito para impedirmos isso?

Existe hoje um consenso de que é preciso descarbonizar as economias e vai ser sobre isso que vou falar no próximo artigo. Até lá! Promete pro tio que você volta?

Você tem alguma pergunta ou dúvida sobre a emergência (mudanças) climáticas? Escreve aí nos comentários!

Quem sabe eu não escrevo um novo artigo ao juntar a sua dúvida com a do outro coleguinha?


erivaldocarneiro

Oi, eu sou Erivaldo Carneiro. Se quiser, me chamar de Eri, tá tudo certo. Sou um aspirante a escritor e em breve você poderá me ler em qualquer banca de rua entre carregadores de celular, revistas vencidas e cigarros baratos. Gosto de falar sobre tudo, mas a minha paixão é pela Metodologia Científica. Ela já salvou minha vida. Pode salvar a sua. Também.

0 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: